fbpx

Acero inova e apresenta novo tomate híbrido BS DI 0083

Acero inova e apresenta novo tomate híbrido BS DI 0083

A Acero, em parceria com a Blue Seeds do Brasil – empresa com um dos maiores bancos de germoplasma em tomate do mundo -, apresenta ao mercado uma inovação e lança o novo hibrido BS DI 0083.

Os testes realizados em várias regiões, em condições edafoclimáticas, ou seja, definidas por fatores do meio como o clima, o relevo, a litologia, a temperatura, a humidade do ar, a radiação, o tipo de solo, o vento, a composição atmosférica e a precipitação pluvial, comprovaram que o novo híbrido se diferencia dos demais pela versatilidade, alta produtividade, padronização, excelente sanidade e, acima de tudo, já vem com um pacote de resistência que nenhum outro híbrido apresenta como V1, F1, F2, F3, N, Tswv e TY.

De acordo com o engenheiro agrônomo e consultor técnico de vendas da Blue Seeds Sebastião Salim, em épocas de chuva, quando as bactérias atacam fortemente as lavouras de tomates, o BS 0083 consegue se manter saudável por muito mais tempo. “Os frutos ainda têm uma pós-colheita muito grande, ganhando mais tempo de vida na prateleira”, afirma o agrônomo Salim.

Ele explica que a Acero tem tradição no cultivo do tomate híbrido Caeté há mais de 10 anos, também cultivado em parceria com a Blue Seeds do Brasil. O Caeté, de acordo com Salim, é o tipo mais plantado neste segmento, pois se destaca pela estabilidade, adaptabilidade, produção, cor e sabor. Afirma:

A Acero tem a forte característica de investir em inovação. Por isso, decidimos trazer o BS 0083 para o produtor, uma alternativa com o padrão de excelência Acero.

Principais características do BS 0083

  • Os frutos do híbrido BS 0083 são lisos e têm paredes firmes, mesmo no período chuvoso não racham, é um fruto denso (pesado), muito uniforme e não apresenta lóculos abertos.
  • A planta do BS 0083 é uma cultura de crescimento totalmente determinado, é mais vigorosa e chega atingir 1,7m de altura, com grande pegamento de flores, gerando frutos bem pesados e graúdos. Essas são características que elevam ainda mais o potencial produtivo do híbrido.

Salim explica que o tomate BS 0083 vem contribuindo muito para os produtores, principalmente pela resistência ao nematoide e aos fusarium (F1, F2 e F3), que são infestações de altíssima gravidade nas lavouras. Com este pacote de resistência, o produtor tem mais segurança, garantindo uma produção entre 350 e 700 caixas por mil plantas.

“O BS 0083, assim como o Caeté, é a garantia de investimento certo e resultado seguro para a lavoura”, conclui Salim.

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado.